Paula Ramos comenta gestão de crise

O que não pode é haver silêncio

Paula Ramos, consultora de comunicação especialista em gestão de crise, enumera. “Há regras de ouro… Não fugir, não mentir e não deixar que o silêncio do lado da empresa seja a nota dominante”, diz a managing partner da Lift. “A empresa deverá sempre ter uma palavra, nem que seja para dizer que está a analisar a situação. O que não pode é haver silêncio, pois este rapidamente vai ser assumido como uma postura de inércia, na medida em que nem sabemos se a empresa está a dar alguma atenção à situação.”

E como o azar pode bater à porta há que prevenir. “O manual de gestão de comunicação em contexto de crise é um documento que deve existir na empresa e cuja utilização deve ser testada periodicamente”, diz Paula Ramos. “É importante que na hora da verdade, quem de direito, saiba realmente o que fazer e como fazer.” E tal como as empresas se prepararam para incêndios ou terramotos, há que levar essa lógica a situações de crise ao nível da comunicação. “Não há nada que funcione melhor do que a realização de simulacros em que a empresa e a equipa responsável por atuar numa situação de crise pode testar, praticar e, no fim do dia, perceber se o que está no papel funciona na realidade.”

Leia o artigo completo no Dinheiro Vivo.